Manual do Thule Stir 20L

Abaixo está disponível um manual do Thule Stir 20L. Todos os manuais do ManualsCat.com podem ser visualizados gratuitamente. Pelo botão "Seleccionar uma língua", podes escolher em que lingua preferes visualizar o manual.

  • Marca: Thule
  • Produto: Bolsa
  • Modelo/nome: Stir 20L
  • Tipo de ficheiro: PDF
  • Línguas disponíveis: , , , , , , , , ,

Índice

Página: 18
Mochilas técnicas
Ajustes à medida
Medir o torso
Porque é que o comprimento do torso é importante?
O fator mais importante a ter em conta ao comprar
uma mochila é o comprimento do torso, isto é,
a medida que vai desde a base do pescoço ao
início do osso da bacia. Mais tecnicamente falando,
é a distância entre o início da crista ilíaca e a
vértebra C7. Independentemente do peso que estiver
a carregar, vai querer uma mochila que se ajuste
confortavelmente à sua estrutura. Para tal, tem de
se basear no comprimento do torso, e não na altura,
para escolher a mais adequada para si.
Como medir o torso?
Incline a cabeça para a frente e localize o osso mais proeminente na base do pescoço. Esse osso
é a vértebra C7 e o início do torso.
Coloque as mãos nas ancas de forma a que os dedos indicadores fiquem alinhados com o início
do osso da bacia e a apontar para o umbigo e os polegares a apontar para a coluna vertebral.
Trace uma linha imaginária entre os polegares e siga a linha até ao ponto em que se cruza com
a coluna vertebral. É aí o final do torso. O início do osso da bacia também tem o nome de crista
ilíaca. É o osso que suporta o peso da mochila quando o cinto abdominal envolve a cintura.
Coloque-se em pé, direito, e peça a um amigo para medir a distância da vértebra C7 até à linha
imaginária entre os polegares. Essa distância corresponde ao comprimento do torso.
Medir as ancas
Porque é que o tamanho das ancas
é importante?
Se transportar cargas pesadas durante
longas distâncias, é muito menos cansativo
carregar o peso nas ancas do que nos ombros.
De facto, aproximadamente 80% do peso de
uma mochila deve ser suportado pelas ancas,
pelo que é realmente importante encontrar
um cinto abdominal adequadamente ajustado.
Como medir o tamanho das ancas?
Pegue numa fita métrica flexível e envolva-a em torno da parte superior das ancas (e não
da cintura). É o mesmo ponto onde tem os polegares e os dedos indicadores quando mede
o comprimento do torso.
INCH
MM
INCH
MM
INCH
MM
Página: 19
Ajustes à medida
Assim que tiver adaptado a mochila e determinado o comprimento do torso e o tamanho do cinto
abdominal, é importante fazer outros ajustes à medida. Para começar, desaperte todas as alças no
arnês e cinto abdominal e coloque 5-10 kg/15-20 lbs na mochila, distribuídos de forma equilibrada.
Em seguida, siga os passos abaixo para uma otimização máxima:
1. Cinto abdominal: coloque a mochila às costas e posicione a parte superior da proteção
almofadada para as ancas de forma a ficar cerca de 3 cm/1” acima da crista ilíaca (início do
osso da bacia). Em seguida, encaixe a fivela do cinto abdominal e aperte a faixa. A maior parte
do peso da mochila deverá agora ser suportada pelo cinto abdominal.
• Sugestão de ajuste: a secção almofadada deve envolver e cobrir a zona frontal dos ossos
da bacia, mas deve deixar uma margem de pelo menos 3 cm/1” de cada lado da fivela
central do cinto abdominal.
2. Alças de ombro: depois de ajustar o cinto abdominal, puxe para baixo e para trás as alças na
parte inferior das alças de ombro. Ao fazê-lo, está a ajustar a mochila ao corpo. A zona onde
a parte superior das alças de ombro se fixa no painel traseiro deve estar 3-5 cm/1-2” abaixo
dos ombros.
3. Elevadores de carga: as alças para elevação de carga começam na parte superior das alças
de ombro e estão ligadas ao corpo da mochila acima dos ombros. Puxe as alças de forma
a ficarem esticadas, mas tenha cuidado para não apertar demasiado pois vai criar uma folga
entre os ombros e as alças de ombro.
• Sugestão de ajuste: no caso de mochilas grandes, as alças para elevação de carga devem
formar, idealmente, um ângulo de 45-60 graus entre as alças de ombro e o corpo da
mochila. Se se tratar de mochilas com menos de 50 L, uma vez que a altura do torso
da mochila é inferior, as alças para elevação de carga podem vir diretamente dos ombros
ou ter um ângulo negativo e ligar ao corpo da mochila. Neste caso, as alças para elevação
de carga atuam mais como alças de compressão.
4. Alça peitoral: localize a alça peitoral entre as alças de ombro e ajuste-a para cima ou para
baixo de forma a ficar confortável no peito. Depois, encaixe a fivela e aperte para a alça
peitoral ficar ajustada.
5. Alças estabilizadoras de carga: algumas das maiores mochilas técnicas da Thule estão
equipadas com alças estabilizadoras de carga que ligam o cinto abdominal ao corpo da
mochila. Para uma melhor estabilização da carga, puxe as alças estabilizadoras de carga para
a frente em direção à parte frontal do seu corpo.
Como fazer o acondicionamento na mochila
Uma mochila com um bom acondicionamento contribuirá para
o seu equilíbrio, estabilidade e conforto. Assim, poderá desfrutar
ao máximo das suas caminhadas. Seguem-se algumas sugestões
sobre a melhor forma de fazer o acondicionamento na mochila.
1. Coloque os itens mais pesados, como alimentos, fogões
de campismo e água, no meio da mochila, junto à coluna
vertebral. Isto mantém a maior parte do peso da mochila,
o respetivo centro de gravidade, agarrada ao corpo. Se os
itens pesados forem colocados muito em cima, a carga poderá
ficar demasiado desequilibrada e instável. Se estiverem
demasiado em baixo, a mochila pode ficar descaída.
2. Os itens mais leves, como sacos-cama, toldos e roupas, devem
ser colocados acima, abaixo e atrás dos itens pesados.
3. As capas para a chuva, lanternas de cabeça, snacks e outros
artigos essenciais devem ser colocados no topo ou nos bolsos
exteriores da mochila.
Light Items
Heavy Items
Light Items
Heavy Items
Página: 20
Mochilas técnicas
Ajuste fino das medidas
Medindo o tronco
Por que o comprimento do tronco é importante?
A consideração mais importante a ser feita ao
comprar uma mochila é o comprimento do seu
tronco: a medida da base do pescoço até a parte
superior do osso do quadril. Em termos mais técnicos,
é a distância entre a parte superior da crista ilíaca
à vértebra C7. Não importa o tamanho da carga que
está transportando, você precisa de uma mochila que
seja confortável. E o comprimento do tronco, e não
sua altura, é que determina a mochila mais indicada.
Como medir o comprimento do tronco.
Incline a cabeça para frente e localize o osso mais proeminente na base do pescoço. Esta é sua
vértebra C7 e a parte superior do tronco.
Coloque as mãos na cintura de modo que seus dedos indicadores permaneçam alinhados com
a parte superior do osso do quadril e apontando para o umbigo. Os polegares devem apontar
para a coluna. Desenhe uma linha imaginária entre os polegares e siga-a até o ponto em que ela
cruza a coluna. Isso marca a parte inferior do tronco. A parte superior do osso do quadril também
é chamada de crista ilíaca. É o osso que sustenta o peso da mochila quando a barrigueira envolve
sua cintura. Fique de pé ereto e peça a outra pessoa para medir a distância entre a C7 e a linha
imaginária entre os dedões. Esse é o comprimento do seu tronco.
Medindo os quadris
Por que o tamanho dos quadris é importante?
Ao transportar cargas grandes por distâncias
longas, é muito menos cansativo carregar
o peso sobre os quadris do que sobre os
ombros. Na verdade, 80% do peso de uma
mochila deve ser sustentado pelos quadris.
Assim, é importante encontrar uma barrigueira
adequada.
Como medir o tamanho dos quadris.
Pegue uma fita métrica e passe-a em volta dos quadris, e não da cintura. Esse é o mesmo ponto
em que os dedos indicadores e polegares são posicionados durante a medição do comprimento
do tronco.
INCH
MM
INCH
MM
INCH
MM
Página: 21
Fazendo o ajuste fino das medidas
Após determinar as dimensões do tronco e dos quadris e ajustar sua mochila, é importante
fazer o ajuste fino das medidas. Para começar, afrouxe todas as tiras nas alças e na barrigueira
e carregue a mochila com 5 – 10 kg (15 – 20 lbs) de peso uniformemente distribuído. Em seguida,
siga as etapas abaixo para ajustar as medidas.
1. Barrigueira – Coloque a mochila nas costas e posicione a parte superior do acolchoamento
para quadril de modo que ela permaneça cerca de 3 cm/1 pol. acima da crista ilíaca.
Em seguida, conecte a fivela da barrigueira e aperte a rede. A maior parte do peso
da mochila agora deve ser sustentada pela barrigueira.
• Dica de ajuste – A seção acolchoada deve envolver e cobrir a frente dos ossos do quadril,
mas deve haver pelo menos 3 cm/1 pol. de espaço livre em cada lado da fivela central
da barrigueira.
2. Alças de ombro – Após ajustar a barrigueira, puxe as alças para baixo e para trás na parte
inferior das alças de ombro. Isso deverá puxar a mochila na direção do seu corpo. O local
em que a parte superior das aças de ombro prendem-se ao painel traseiro deverá estar
entre 3 – 5 cm/1 – 2 pol. abaixo da parte superior do ombro.
3. Levantadoras de carga – As alças levantadoras de carga começam na parte superior das
alças de ombro e prendem-se ao corpo da mochila acima dos ombros. Puxe as alças de modo
a mantê-las tensionadas, mas tome cuidado para não apertá-las demais. Caso contrário,
isso resultará na formação de um espaço entre os ombros e as alças de ombro.
• Dica de ajuste – Para mochilas maiores, suas alças levantadoras de carga devem,
idealmente, formar um ângulo de 45 – 60 graus entre alças de ombro e o corpo
da mochila. Para mochilas com volume inferior a 50 litros, como a altura do tronco
da mochila é menor, suas alças levantadoras de peso podem sair diretamente dos
ombros ou em um ângulo negativo e conectar ao corpo da mochila. Nesse caso,
suas levantadoras de carga atuam principalmente como tiras de compressão.
4. Alça de esterno – Encontre a alça de esterno entre as alças de ombro e ajuste-a para cima
ou para baixo em uma posição confortável no peito. Em seguida, feche a fivela e aperte de
modo a deixar a alça de esterno firme.
5. Alças estabilizadoras de carga – Algumas das mochilas técnicas maiores da Thule são
equipadas com alças estabilizadoras de carga para conectar a barrigueira ao corpo da
mochila. Para melhor estabilizar a carga, puxe as alças estabilizadoras de carga para frente
na direção da parte frontal do seu corpo.
Como carregar sua mochila
Uma mochila bem arrumada será mais equilibrada, estável
e confortável – para que você fique livre para desfrutar da sua
experiência na trilha. Aqui estão algumas dicas de como carregar
melhor sua mochila.
1. Coloque os itens mais pesados, como alimentos, fogareiro
e água no meio da mochila, mas perto da coluna. Isso mantém
a maior parte do peso da mochila, seu centro de gravidade,
mais perto do corpo. Se os itens pesados forem colocados
muito alto, a carga poderá tornar-se muito desequilibrada e
instável. Se baixo demais, a mochila poderá ficar muito dobrada.
2. Itens mais leves, como saco de dormir, proteção para chuva
e roupas devem ser colocados em cima, embaixo e atrás dos
itens pesados.
3. Jaquetas, lanternas, lanches e outros itens "indispensáveis"
devem ser colocados na parte de cima ou nos bolsos externos
da mochila.
Light Items
Heavy Items
Light Items
Heavy Items

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas sobre o Thule Stir 20L.

Pede informação sobre o Thule Stir 20L

Tens uma pergunta sobre o Thule Stir 20L mas não consegues encontrar uma resposta no manual de utilizador? Provavelmente os utilizadores do ManualsCat.com podem ajudar-te a responder à tua pergunta. Ao completar o seguinte formulário, a tua pergunta irá aparecer abaixo do manual do Thule Stir 20L. Certifica-te de descrever o problema encontrado no Thule Stir 20L na forma mais precisa possível. Quanto mais precisa for a tua pergunta, mais possibilidades terás de receber rapidamente uma resposta por um outro utilizador. Receberás automaticamente um e-mail para informar-te que alguém respondeu à tua pergunta.